Rhaiza Matos determina reformas de postos de saúde afetados por temporal

  • Redação:
    Roney Minella
  • Publicação:
    19 de outubro de 2021
  • Orgãos Municipais:
  • - Gerência de Obras

Manutenção emergencial ocorrerá nos ESFs Boa Vista/Ipê, Vila Nova, Sol Nascente e Posto de Saúde do Varjão

 

O município de Naviraí foi castigado por mais um temporal na madrugada da última quinta-feira (14-10). Porém, há exatamente um mês, às 14h do dia 14 de setembro, uma tempestade provocou estragos, danos em prédios públicos e assustou a população.

 

Levantamentos da Gerência Municipal de Obras e da Gerência Municipal de Saúde constataram danos relevantes nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Os estragos foram registrados no ESF Boa Visa/Ipê, Vila Nova e Sol Nascente. “Com a estrutura predial abalada, as ações de nossos servidores da Saúde são dificultadas e o atendimento à população fica prejudicado”, afirma o gerente de Saúde Márcio Vidal de Figueiredo.

 

Dentre os danos causados pelo temporal do dia 14 de setembro que durou aproximadamente uma hora de chuva torrencial, foram relacionados o alagamento, portas de vidros estilhaçadas pela força do vento, rompimento e desabamento de forros do teto, goteiras nos estuques e inúmeros prejuízos materiais.

 

“A chuva voltou a acontecer no final da semana passada e, mais uma vez, foi intensa, nos obrigando às providências necessárias. Determinamos ações emergenciais de manutenção destes postos de saúde. As UBSs são a porta de entrada para nossos pacientes que necessitam da rede de apoio para o tratamento médico e precisam estar em condições favoráveis de funcionamento”, explicou a prefeita Rhaiza Matos.

 

Os serviços de reparos emergenciais já foram iniciados pelas equipes da Gerência de Obras e da Gerência de Serviços Públicos. De acordo com o memorial descritivo, o posto de Saúde do bairro Varjão também foi incluído nos serviços de manutenção.

 

Para executar o pacote de obras de reformas dos quatro postos de saúde a Administração Municipal estará investindo R$ 132.932,26. “Este investimento contempla diretamente o setor da Saúde, pois, permitirá que a população seja atendida em ambiente compatível, agradável e mais digno”, destaca Rhaiza Matos.

 

(Roney Minella – Jornalista DRT/MS 1432)