Escolas municipais de Naviraí participam do 11º Festival Estudantil Temático de Trânsito

Peças teatrais apresentadas por alunos das escolas Milton Dias Porto e Marechal Rondon serão avaliadas por jurados da PRF e ator de Macaé (RJ)

Alunos da rede municipal de Naviraí, representando as escolas municipais Professor Milton Dias Porto e Marechal Rondon apresentaram duas peças teatrais, em participação na seletiva regional do 11º FETRAN – Festival Estudandil Temático de Trânsito.

 

O evento cultural aconteceu na manhã desta quarta-feira (20), no palco do Plenário da Câmara de Vereadores “Vereador Abelardo Xavier de Macedo”. Desde a solenidade de abertura ao encerramento, o festival foi coordenado pela Polícia Rodoviária Federal, em parcerias com o Departamento Estadual de Trânsito de MS, Fundação de Cultura de MS, Secretaria de Estado de Educação, Prefeitura de Naviraí e Gerência Municipal de Educação e Cultura de Naviraí.

Gerente de Educação e Cultura de Naviraí, Tatiane Morch, discursa na abertura do 11º Festival Estudantil Temático de Trânsito. Foto Júlio Fernando

 

A peça “Do conto de fadas ao medo do trânsito” foi apresentada pelos alunos da Escola Prof. Milton Dias Porto, com supervisão da professora Silvinha Rosentalski Neto e professores colaboradores, Claudemir Alves dos Santos e Alexandra Rodrigues de Arruda. A trupe da escola Marechal Rondo levou para o palco a peça teatral “O Código”, sob a orientação da professora Maria Nilda Vieira Fernandes e as professoras colaboradoras Marcela Gomes e Luciana Pereira Franco.

Para julgar as peças foi formado o corpo de jurados com Marcelo Atahualpa, ator, diretor, dramaturgo, produtor, poeta e professor de teatro (Macaé-RJ), agente PRF Jeanine Maria Duarte Badra (Santana do Livramento-RS), e o agente da PRF Itiel Alexandre Rodrigues Alves (Campina Grande-PB), que esteve em Naviraí.

 

De acordo com o regulamento, as peças serão apresentadas uma única vez. Os juradores escolherão as três primeiras colocadas de cada categoria, bem como o melhor ator e atriz, o melhor texto e a melhor arte visual. Os professores participantes e um colaborador de cada peça irão para Campo Grande, para participarem da premiação em dezembro. Este ano, foram inscritos 33 espetáculos teatrais, 27 escolas e 18 municípios. Concorrem 12 pelas na categoria infantil, 14 na infanto juvenil e 7 na juvenil.

Autoridades de diversos órgãos marcaram presenças no Festival em Naviraí. Diretores de escolas, alunos, o Chefe da Delegacia da PRF em Naviraí, inspetor Jiancarlos Moraes, a gerente da Agência do Detran em Naviraí Fabiano Goulart, o gerente do Núcleo Municipal de Trânsito William Bohre, o coordenador municipal do SAMU Jair de Oliveira Assis, Comandante do 6º Subgrupamento Corpo de Bombeiros Major Kleber Arantes, Comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar Tenente Coronel Éverson Rozeni, dentre outros.

 

“A Administração Municipal, através da Gerência de Educação e Cultura garante o apoio para a participação de nossas escolas neste festival. Os diretores incentivaram, os professores orientaram e os alunos-atores ensaiaram bastante para a apresentação das peças. Agora, vamos aguardar o resultado do corpo de jurados”, comentou ansiosa a gerente de Educação Tatiane Morch.

A gerente de Administração, Gisalda Balta, também esteve presente e afirmou que a prefeita Rhaiza Matos e todo o Governo de Naviraí sempre apoiarão iniciativas que ajudem na formação de cidadãos éticos. “Essa experiência das artes cênicas como instrumento de orientação e conscientização sobre o trânsito, com certeza marcarão na transformação deste alunos participantes e servirá de exemplo na construção de um trânsito mais seguro”, comentou Gisalda Balta.

O FETRAN

 

O Fetran é um projeto de educação para o trânsito de iniciativa da Polícia Rodoviária Federal. Nasceu em Cuiabá-MT, no ano de 2004, e em 2010 foi implantado em Mato Grosso do Sul. Conforme a instituição, a escola é o espaço mais rico e privilegiado para se desenvolver esta ação. É no ambiente escolar que, além dos conteúdos historicamente construídos pela humanidade, também se trabalham valores e princípios morais na busca da formação de cidadãos conscientes, críticos e participativos em prol de uma sociedade mais justa e democrática. Ao longo dos anos, em diversos lugares, a parceria entre a PRF e as escolas apresenta-se de forma efetiva na atuação e realização com sucesso da educação para o trânsito.

(Roney Minella – Jornalista DRT/MS 1432)